Os Milagres de Muhammad (parte 1 de 3)

 

Evidência 6: Milagres de Muhammad
 
Além do maior milagre dado a ele, o Alcorão, o Profeta Muhammad realizou muitos milagres físicos testemunhados por seus contemporâneos. Eles foram centenas e, em alguns casos, milhares.[1]  Os relatos de milagres chegaram até nós através de métodos fortes e confiáveis de transmissão, que não foram equiparados na história mundial.  É como se os milagres fossem realizados na frente de nossos olhos.  O método meticuloso de transmissão é o que nos convence que Muhammad de fato realizou esses grandes milagres com a ajuda divina e, portanto, podemos acreditar quando ele disse, ‘Eu sou Mensageiro de Deus.’
 
Os maiores milagres de Muhammad foram testemunhados por milhares de crentes e céticos, após o que versículos do Alcorão foram revelados mencionando os eventos sobrenaturais.  O Alcorão tornou alguns milagres eternos ao gravá-los na consciência dos crentes.  Os antigos detratores simplesmente se mantinham em silêncio quando esses versículos eram recitados.  Se esses milagres não tivessem ocorrido, eles teriam aproveitado a oportunidade para desmentir Muhammad.  Mas o oposto aconteceu.  Os crentes ficaram mais certos da verdade de Muhammad e do Alcorão.  O fato de que os crentes ficaram mais fortes em sua fé e o silêncio dos descrentes, que não negaram a sua ocorrência, é reconhecimento de ambos os lados de que os milagres ocorreram exatamente como o Alcorão descreve.
 
Nessa seção discutiremos alguns dos milagres físicos realizados por Muhammad, que Deus o exalte.
 
Milagres vêm de Poder Divino
 
Um milagre é um dos fatores que fortalecem a reivindicação de um profeta de Deus. Os milagres não devem ser a essência da crença, já que eventos sobrenaturais também podem ocorrer através do uso de magia e de demônios.  A verdade da missão profética é clara e evidente na própria mensagem trazida, já que Deus instilou a capacidade, embora limitada, nos humanos, para reconhecerem a verdade como ela é, especificamente no caso do monoteísmo. Mas para fortalecer ainda mais o argumento da Missão Profética, Deus realizou milagres nas mãos de Seus Profetas, de Moisés, Jesus a Muhammad.  Por essa razão, Deus não produziu milagres diante da exigência dos habitantes de Meca, mas o Deus Sábio deu a Muhammad os milagres que Ele desejava no momento que Ele escolheu:
 
“E dizem: ‘Não creremos em ti, a menos que nos faças brotar um manancial da terra, ou que possuas um jardim de tamareiras e videiras, em meio ao qual faças brotar rios abundantes. Ou que faças cair os céus em pedaços sobre nós, como disseste (que aconteceria), ou nos apresentes Deus e os anjos em pessoa, ou que possuas uma casa adornada com ouro, ou que escales o céus.   Mas jamais creremos na tua ascensão, até que nos apresentes um livro que possamos ler.’  Dize-lhes: ‘Glorificado seja o meu Senhor! Sou, porventura, algo mais do que um Mensageiro humano?’’’ (Alcorão 17:90-93)
 
A resposta foi:
 
“E não enviamos os sinais somente porque os primitivos os desmentiram. Havíamos apresentado ao povo de Tamud a camela como um sinal evidente, e eles a trataram erradamente; porém, jamais enviamos sinais, senão para adverti-los.” (Alcorão 17:59)
 
Quando demandaram de forma ostensiva, Deus em Sua sabedoria sabia que eles não acreditariam, então Ele se recusou a mostrar-lhes milagres:
 
“Juraram solenemente por Deus que, se lhes chegasse um sinal, creriam nele. Dize-lhes: Os sinais só estão em poder de Deus. Porém, quem poderá fazer-vos compreender que, ainda que isto se verificasse, não creriam? Assim confundimos seus corações e seus olhos, tal como fizemos quando disso duvidaram pela primeira vez, e os abandonamos, vacilantes, em sua transgressão.” (Alcorão 6:109-110)
 
Nós reunimos aqui alguns dos maiores milagres físicos realizados pelo Profeta Muhammad.
 
Footnotes:
[1] Os milagres passam de mil. Veja ‘Muqaddima Sharh’ Saheeh Muslim’ de  al-Nawawi e ‘al-Madkhal’ de al-Baihaqi.

 



Voltar



UNI União Nacional Islâmica
Telefones
(5511) 3227-9660
(5511) 3227-8663
uni@uniaoislamica.com.br

Imprensa
Núcleo de Jornalismo da UNI:
e-mail: imprensa@uniaoislamica.com.br

© Copyright 2012.
Todos os direitos reservados.