O Ano Novo

Louvado seja Deus, Senhor do Universo, que a paz e as bênçãos de Deus estejam sobre seu Nobre Profeta, sua família, seus companheiros e sobre todos os muçulmanos até o dia do Juízo Final. 

Queridos irmãos, neste dia nos despedimos de um ano e vamos receber um novo e, nesses momentos, o ser humano cai entre dois sentimentos: a tristeza pelo sentimento de perder mais um ano nossas vidas o que nos aproximar cada vez mais o momento de nossa morte; ou um outro sentimento de esperança e otimismo pela vinda de tempos melhores.

Neste ano, perdemos muitas das nossas pessoas queridas, nos alegramos e nos entristecemos; rimos e choramos; ganhamos e perdemos; fizemos boas ações e cometemos muitos pecados. Por isso, temos que parar um instante para fazer um balanço de nossas ações e aproveitarmos esses momentos como aprendizado por tudo o que já vivemos.

No dia do Juízo Final, Deus nos perguntará sobre a nossa vida. O Profeta Muhammad (SAAS) nos disse que todo ser humano terá de responder a quatro perguntas no Dia do Juízo: a primeira será como se passou a sua vida; a segunda, sobre como ele se comportou durante a a sua juventude; a terceira sobre como você ganhou e como gastou o seu dinheiro e a última sobre como você praticou o conhecimento que você adquiriu durante a sua vida.

Nós podemos observar que a primeira pergunta está relacionada com a nossa idade e isso indica que a vida é um presente que Deus nos dá; entretanto, nossa vida nos é entregue em uma condição de custódia e um dia teremos de prestar contas com Ele.

Queridos irmãos, o Ano Novo é uma oportunidade para abrir uma nova página em nosso relacionamento com Deus. Cada um de nós deve sentar-se nessa noite com si mesmo e refletir se estamos cumprindo com nossas obrigações.

Nesta reflexão também devemos analisar a nossa relação com as demais pessoas. Será que estamos sendo sinceros? Quando eu prometo alguma coisa, estou cumprindo com a minha palavra? Estou sendo honesto e estou respeitando o que pertence às outras pessoas? Como estão as nossas relações com as nossas esposas e maridos, filhos, familiares e com a sociedade? 

Se o resultado de todas essas questões for positivo, agradeça a Deus e continue neste caminho. E, caso o resultado seja negativo, o Ano Novo é uma oportunidade para corrigir o caminho de sua vida.

Deus nos fala no Alcorão Sagrado: “Ó vós que credes! Temei a Allah e que toda alma olhe o que ela antecipou para o Dia do Juízo Final. (...)” (59:18)

Infelizmente, nesta noite, milhões de pessoas comemorarão esta data com práticas ilícitas como o consumo de bebida alcoólica e outras atitudes proibidas por Deus. Não há coerência neste tipo de comemoração, pois se a pessoa teve uma boa conduta durante o ano não é dessa forma que ela deve agradecer a Deus e, se teve uma má conduta, não é assim que ela se redimirá de seus pecados. 

Talvez nós possamos entender o comportamento de uma pessoa que não acredita em Deus, no Dia do Juízo e em tudo o que acabamos de falar neste sermão. Entretanto, o que não podemos entender é que um muçulmano que tem esse conhecimento possa participar deste tipo de comemoração. Fiquei muito chocado ao saber que um país muçulmano gastou 11 milhões de dólares na construção de uma árvore de natal. Lembrei-me daquela história de quando o filho do Califa Omar comprou um anel por mil dirhans e quando seu pai viu isso lhe ordenou para vendê-lo e, com esse dinheiro, alimentar mil pessoas pobres. O dinheiro que foi gasto naquela árvore de natal poderia ter alimentado 11 milhões de pessoas em estado de miséria na África.

Por esses motivos, meus queridos irmãos, pedimos a Deus o próximo ano seja melhor para nós, para a nossa comunidade, para a nossa nação e para todo o mundo. Pedimos também que nos ajude a corrigir todas as nossas falhas que não fomos capazes de cumprir neste ano. Deus é o Misericordioso, o Todo-Poderoso.

Sheikh Mohamad Al Bukai



Voltar



UNI União Nacional Islâmica
Telefones
(5511) 3227-9660
(5511) 3227-8663
uni@uniaoislamica.com.br

Imprensa
Núcleo de Jornalismo da UNI:
e-mail: imprensa@uniaoislamica.com.br

© Copyright 2012.
Todos os direitos reservados.