Os ataques contra o Islam

 

Louvado seja Deus, Senhor do Universo, que a paz e as bênçãos de Deus estejam sobre seu Nobre Profeta, sua família, seus companheiros e sobre todos os muçulmanos até o dia do Juízo Final. 

Deus fala no Alcorão Sagrado: “Desejam em vão extinguir a Luz de Deus com as suas bocas; porém, Deus nada permitirá e aperfeiçoará a Sua Luz, ainda que isso desgoste os incrédulos.” (9:32)

Queridos irmãos, o Islam é a Luz de Deus que chegou para toda a humanidade começando com Adão e terminando com o Profeta Muhammad (SAAS); este foi quem nos informou que essa Luz é como o Sol que entrará em todas as casas no mundo, pois é a Luz que vem Deus e ninguém e poderá impedi-la.

Desde o princípio sempre houve uma luta entre a verdade e a mentira e com o Islam não foi diferente, os ataques a nossa religião começaram simultaneamente à revelação ao Profeta (SAAS) e assim continuará até o Dia do Juízo Final.

A verdade tem uma característica interessante: quanto mais pessoas se opõem mais ela se fortalece. As pessoas podem tentar falsificá-la, entretanto ela se revelará dentro de pouco tempo. Deus falou no Alcorão Sagrado: “Dize também: Chegou a Verdade, e a falsidade desvaneceu-se, porque a falsidade é pouco durável.” (17:81)

Queridos irmãos, desde 11 de setembro de 2001 os muçulmanos estão sofrendo no mundo inteiro com a discriminação e o preconceito, principalmente os que vivem nos países europeus.

A guerra iniciada pelos Estados Unidos contra o terrorismo não passou de uma estratégia para intimidar a expansão do Islam na Europa e nos países da América e hoje em dia podemos ver os resultados dessa ação bélica por meio de leis que sufocam os muçulmanos e os impedem de praticar sua religião plenamente.

Tais medidas incluem absurdos como: ofensas ao Profeta Muhammad (SAAS) com caricaturas pejorativas na Dinamarca; proibição de construção de minaretes na Suíça; proibição do uso de hijab nas escolas públicas da França – agora há um novo projeto em andamento para proibição da burqa e do niqab; e recentemente algo mais inusitado: um deputado holandês – Geert Wilders – prometeu, caso seu partido vença a próxima eleição, que cancelará a cidadania de muçulmanos holandeses e proibirá a entrada de novos muçulmanos para banir definitivamente o Islam do país.

A pergunta agora é: será que esses comportamentos não são considerados contra os direitos humanos? Os direitos humanos declaram quem o ser humano tem o direito de praticar sua religião plenamente e esse direito deve ser respeitado e protegido.

Atualmente, o Islam tem crescido cada vez em todo o mundo não pela força da espada como a mídia insiste em dizer, mas, sim, por uma razão milagrosa que faz com que o muçulmano tenha convicção de sua fé e convicção de que se trata de uma religião autentica na qual a vida do ser humano é regida por um sistema de vida completo, seja espiritual, físico, social, econômico, político e social. Em outras palavras, é uma escolha espontânea e pessoal de cada ser humano e isso deve ser respeitado.

Queridos irmãos, todo muçulmano têm a obrigação de levar a mensagem do Islam a todas as nações, porém, isso deve ser feito com responsabilidade com a finalidade de esclarecer de que se trata de uma religião de Deus que prega o monoteísmo puro, o amor, a caridade, a fraternidade e a paz. Isso porque essa rede de intrigas acerca do Islam deixa os cidadãos não-muçulmanos com os olhos vendados fazendo com que estes tenham uma ideia distorcida e preconceituosa a respeito do Islam e dos muçulmanos.

Aos não-muçulmanos, quero deixar a seguinte mensagem: não tenham medo da expansão do Islam no mundo, pois a expansão do Islam é a expansão da paz. Deus falou no Alcorão Sagrado: “Ó fiéis, abraçai a Paz (Islam) na sua totalidade e não sigais os passos de Satanás, porque é vosso inimigo declarado.” (2:208)

Pedimos a Deus que nos ajude a ser bons representantes e divulgadores de nossa religião para que a imagem do Islam seja corretamente esclarecida para a humanidade e que a paz prevaleça em nosso Planeta, pois o Senhor é a paz, do Senhor veio a Paz e para o Senhor regressa a paz.

Sheikh Mohamad Al Bukai



Voltar



UNI União Nacional Islâmica
Telefones
(5511) 3227-9660
(5511) 3227-8663
uni@uniaoislamica.com.br

Imprensa
Núcleo de Jornalismo da UNI:
e-mail: imprensa@uniaoislamica.com.br

© Copyright 2012.
Todos os direitos reservados.